O Que é Transtorno de Ansiedade: Onde Estão os Limites?

    Você tem consciência clara sobre o que é transtorno de ansiedade?

    É uma categoria de transtornos de saúde mental caracterizado por sentimentos de preocupação ou medo fortes o suficiente para interferir nas atividades diárias.

    A princípio, ter ansiedade de vez em quando é uma parte natural da vida. 

    Nesse sentido, você pode ficar ansioso ao se deparar com uma situação do seu trabalho, antes de passar por alguma avaliação ou antes de tomar decisões importantes. 

    No entanto, o que é transtorno de ansiedade envolve algo a mais do que preocupação ou medo temporários. 

    Portanto, para uma pessoa com o transtorno, a ansiedade não vai embora e pode piorar com o tempo. 

    Por exemplo, os sintomas podem prejudicar a rotina, como desempenho no trabalho, trabalho escolar e relacionamentos.

    Neste artigo, você verá mais detalhes do que uma pessoa com ansiedade em excesso pode vivenciar.

    O que uma pessoa com ansiedade sente?

    Um sentimento de preocupação, nervosismo ou mal-estar, geralmente sobre um evento iminente ou algo com um resultado incerto. Como existe uma lista bastante extensa de tipos de ansiedade, há uma variedade de eventos, assuntos ou atividades que podem servir de gatilhos para estes sentimentos.

    Como age uma pessoa com transtorno de ansiedade?

    Existem diferentes tipos de transtornos de ansiedade que podem levar a uma variedade de reações e comportamentos.

    Por exemplo, há pessoas que já acordam ansiosas.

    Com isso, elas se preocupam também durante o dia e, em seguida, continuam se preocupando excessivamente por toda a noite, bombardeados por pensamentos de “por que não consigo dormir?”

    Por outro lado, há pessoas que têm ataques de pânico (que aparecem de modo inesperado) que as despertam do sono no meio da noite. 

    Outros ainda se preocupam com coisas ou temas específicos (como medo de altura ou de lugares fechados).

    No entanto, estranhamente não são afetados por outros eventos ou assuntos que muitos poderiam supor que os “deixariam malucos”.

    Por fim, vale ainda mencionar que a ansiedade pode provocar uma série de consequências, tais como:

    • Nervosismo
    • Inquietação
    • Cansaço fácil
    • Diminuição da concentração
    • Irritabilidade
    • Aumento das dores musculares
    • Sono de má qualidade

    O que é transtorno de ansiedade: quais são os transtornos de ansiedade?

    Em princípio, do ponto de vista formal da nomenclatura médica, os transtornos de ansiedade mais comuns podem incluir os seguintes (1):

    O que é transtorno de ansiedade: quando procurar por ajuda profissional?

    Geralmente, é importante você prestar atenção se as atividades diárias que você realiza estão tendo prejuízo por consequência do que você está sentindo.

    Note se a sua capacidade para se relacionar com as pessoas, fazer trabalhos ou estudar esteja sofrendo algum tipo de interferência negativa.

    Por exemplo, se houver pensamentos de medo e preocupação em excesso ou sensações físicas desconfortáveis, pode ser a hora de buscar ajuda.

    Lembre-se de que identificar sozinho o que é transtorno de ansiedade pode ser desafiador para muitas pessoas.

    Portanto, não hesite em procurar ajuda profissional, pois a ansiedade, mesmo quando se torna um transtorno, é uma condição que pode ser tratável.

    Com isso, você poderá ter uma melhor capacidade funcional para fazer as suas atividades diárias.

    Este artigo te ajudou?
    (Autor)

    William Fan é médico graduado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) - Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB). Fez estágios clínicos em Oncologia Clínica e Medicina de Emergências na Prince of Wales Hospital, afiliada da University of New South Wales, Sydney, Australia (UNSW) e que faz parte do prestigiado Group of Eight, grupo que reúne as 8 instituições líderes de excelência em ensino e pesquisa da Austrália. Além disso, colaborou no desenvolvimento de um projeto científico da Centre for Vascular Research, na UNSW. Tem também publicações científicas em periódicos (revistas) internacionais de impacto na comunidade científica em áreas de pesquisa experimental e pesquisa clínica, abrangendo as áreas de biologia do câncer, doenças cardiovasculares, além de ser co-autor de uma revisão sistemática e meta-análise. Foi certificado pelo programa Sharpen Your Communication Skills da Stanford Graduate School of Business. Atualmente é revisor científico do Vitalismo e entusiasta da conciliação entre as pesquisas científicas com os melhores níveis de evidência e o desenvolvimento de tecnologias para melhorar a saúde das pessoas. Nos momentos livres, gosta de estudar idiomas (atualmente fala Inglês, Chinês Mandarim e Alemão), fazer leituras, acompanhar debates inteligentes, jogar basquete e experimentar diferentes culinárias.

    Este artigo não possui comentários
        Deixe seu comentário

        O seu endereço de email não será publicado.