Transtorno de Ansiedade Generalizada: O Que Ela Causa?

O transtorno de ansiedade generalizada pode ocorrer tanto em crianças quanto em adultos.

Diferente das sensações de ansiedade usuais que surgem em fases mais estressantes da vida, o transtorno de ansiedade generalizada pode ser algo de difícil controle.

Nesta condição, pode ocorrer prejuízo para se realizar as atividades do dia a dia.

Por isso, pode ser um desafio persistente para uma pessoa conviver com este tipo de transtorno.

Além disso, não é incomum que ela se manifeste em conjunto com outros tipos de transtornos de ansiedade ou transtornos de humor.

Neste artigo, você entenderá mais sobre as possíveis causas, os sintomas e o tratamento.

O que é o transtorno de ansiedade generalizada?

O transtorno de ansiedade generalizada é uma condição que se caracteriza por ansiedade e preocupação excessivas a respeito de uma variedade de questões, eventos ou temas. Nesse sentido, a intensidade, a duração ou a frequência dos episódios de ansiedade podem ser bastante desproporcionais. Isto é, a preocupação pode ir muito além do que se esperaria, para o impacto real ou provável de algum desfecho desfavorável.

Sintomas de transtorno de ansiedade generalizada

Os sintomas podem incluir tanto aspectos mentais quanto físicos, por exemplo:

  • Um medo ou uma preocupação excessiva com relação a questões diversas e de modo desproporcional aos impactos reais ou prováveis do evento
  • Pensar excessivamente em se antecipar para os piores cenários possíveis
  • Ter dificuldade para conviver com situações de incerteza
  • Dificuldade para se concentrar
  • Indecisão e medos frequentes de tomar decisões erradas
  • Interpretar as situações como sendo ameaçadoras, mesmo quando não o são
  • Dificuldade para deixar para trás as preocupações
  • Dificuldade de relaxar
  • Cansaço
  • Dificuldade para dormir
  • Maior tensão nos músculos ou dores
  • Suores
  • Náusea
  • Diarreia
  • Irritabilidade
  • Tremores

É importante notar que os sintomas podem ser tão prejudiciais que as diferentes áreas da vida social, do trabalho ou da escola podem se modificar negativamente.

Além disso, os temas que geram preocupação também podem variar com o tempo e com o avanço da idade.

Quando buscar ajuda profissional?

É importante que você procure ajuda profissional caso você perceba que as suas preocupações são claramente excessivas a ponto de prejudicar diferentes áreas da sua vida.

Ou seja, se seus relacionamentos, seu desempenho no trabalho ou na escola piorarem, pode ser um sinal de que você precisa de acompanhamento profissional.

Além disso, caso você se sinta com o humor deprimido, com maior irritabilidade, esteja usando drogas ou bebidas alcoólicas, ou tenha pensamentos de suicídio, é fundamental que você busque por ajuda profissional.

Tratamentos para transtorno de ansiedade generalizada

Em princípio, o tratamento do transtorno de ansiedade generalizada pode envolver várias estratégias.

De modo geral, consiste em mudança de hábitos de vida, mas também pode envolver terapias com psicólogos ou o uso de medicamentos prescritos por médicos.

Nesse sentido, praticar atividades físicas regularmente, ter uma rotina de sono com horários bem definidos, manter uma alimentação saudável são algumas das práticas importantes para ajudar na ansiedade.

Além disso, evitar o uso de bebidas alcóolicas, tabaco, drogas e o consumo de cafeína (como beber café) podem ser medidas que ajudarão a obter maior controle sobre o transtorno.

Em todo caso, lembre-se de que o transtorno de ansiedade generalizada pode ser bastante difícil, mas existem várias formas de tratamento que podem ajudá-lo a retomar uma vida normal.

Este artigo te ajudou?
(Autor)

William Fan é médico graduado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) - Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB). Fez estágios clínicos em Oncologia Clínica e Medicina de Emergências na Prince of Wales Hospital, afiliada da University of New South Wales, Sydney, Australia (UNSW) e que faz parte do prestigiado Group of Eight, grupo que reúne as 8 instituições líderes de excelência em ensino e pesquisa da Austrália. Além disso, colaborou no desenvolvimento de um projeto científico da Centre for Vascular Research, na UNSW. Tem também publicações científicas em periódicos (revistas) internacionais de impacto na comunidade científica em áreas de pesquisa experimental e pesquisa clínica, abrangendo as áreas de biologia do câncer, doenças cardiovasculares, além de ser co-autor de uma revisão sistemática e meta-análise. Foi certificado pelo programa Sharpen Your Communication Skills da Stanford Graduate School of Business. Atualmente é revisor científico do Vitalismo. Seus interesse incluem entender como aplicar o conhecimento das pesquisas científicas com os melhores níveis de evidência no desenvolvimento de tecnologias para melhorar a saúde das pessoas. Nos momentos livres, gosta de estudar idiomas (atualmente fala Inglês, Chinês Mandarim e Alemão), fazer leituras, acompanhar debates inteligentes, jogar basquete e experimentar diferentes culinárias.

Este artigo não possui comentários
      Deixe seu comentário

      O seu endereço de email não será publicado.